terça-feira, 22 de maio de 2012


Resenha ''A menina que roubava livros''

8
É o meu livro favorito, até o momento.
Quando a Morte conta uma história você deve parar para ler. E foi isso que eu fiz, e acho que todos que ainda não leram este livro deveriam fazer o mesmo, pois tenho certeza de que não irão se arrepender. 
 A estória gira em torno de Liesel Meminger a garota que roubava livros. Na Segunda Guerra Mundial. 
 Entre 1939 e 1943 Liesel encontrou a Morte 3 vezes, e ela saiu viva dessas ocasiões.
  A Morte é bem diferente do que achamos, ela não gosta de levar as almas embora, e acha isso super cansativo.
  Liesel é adotada por Hans e Rosa Hubermann, eles iriam adota-la e o irmão, pois sua mãe não tinha condições, mas seu irmão morreu em um trem, enquanto estavam indo para rua Himmel. 
 Hans sempre foi melhor para Liesel, ele quem a ensina a ler pois ela tinha dificuldades na leitura e passou vergonha na sala de aula por causa disso.  
 Liesel então começa a morar na rua Himmel, uma área pobre de Molching. 
  O primeiro livro que Liesel roubou foi ''O manual do coveiro'' no dia do enterro de seu irmão. Foi quando tudo começou, depois deste ela roubou muitos outros. 
  Liesel então conhece Rudy Steiner,que mora na mesma rua que ela, um garoto que começa a gostar dela, e depois de algum tempo ela se ver apaixonada por ele também. Ele então se torna o melhor amigo dela. Ele sempre diz '' Que tal um beijo Saumesch'' mas ela o ignora quanto a isso. Mas no decorrer do livro, como ela começa a gostar dele também ela começa a pensar na pergunta dele, mas no final do livro ela se arrepende de nunca ter dado um beijo em Rudy, mas já é tarde de mais.  
 E também tem Max Vanderburg, cujo Hans Hubermann devia uma ao pai dele. Como Hans não era tinha filiação ao Partido Nazista. Então como Max é um judeu, ele precisa se esconder, ele então vai atrás de Hans, e ele começa a se esconder na casa dos Hubermann, no porão. Liesel com o passar do tempo começa uma grande amizade com Max. E ela até passa a descrever os dias para Max.
 A mulher do prefeito também ajuda bastante Liesel, empresta livros para ela ler. Mas quando a mulher demite os serviços de Rosa, que levava as suas roupas antes, Liesel fica com raiva, e para de ir até a casa dela para ler. Mas ela fica muito tentada querendo lê-los, e começa a roubar alguns deles. 
  Liesel começa a escrever sobre sua vida no porão, todas as noites. E é isso que a salva da morte. 

8 comentários:

@OfficiSw disse...

Todo mundo fala deste livro, ainda não li, mas pretendo ^.^
Seu blog é lindo, parabéns :)

meuslivrosparasempre.blogspot.com.br

Lilian & Jéssica disse...

Esse é o meu livro srsrs
Sou apaixonada pela "Menina que Roubava Livros", me encantei com a história, com a Liesel, com Rudy Steine com todos. Esse livro me fez ri, chorar e ate mesmo sentir raiva, mas acho que esse é o papel do livro, nos envolver em sua páginas.

Bjs

Barbara de Sá disse...

Ain, tenho esse livro mas ainda não tive a coragem de ler, achei tão tragédiosa no começo KKK.

Vou ler, porqe estou vendo muitas críticas boas, adorei a resenha parabéns :)

Beijoos

http://secretsentreamigas.blogspot.com.br/

Flavia disse...

todo mundo fala bem desse livro.. li no embalo mas nao achei a menor graça! rsrsrs
me pergunto: pq esse livro para alguns é "O Livro"?

flavia
http://livrosechocolate.blogspot.com.br/

Sthefanie Brunna disse...

Eu amo esse livro, eu chorei muito lendo ele. É uma grande história.

Amanda Steilein disse...

Esse livro é ótimo - chorei muito no final. E durante. Em váááárias partes, verdade. Os personagens que mais emocionam são, de fato, o Rudy, Liesel (pelo fato da inocência ser arrancada deles por causa da guerra e da necessidade de ser maduro), Max, o judeu, e Hans, o pai adotivo dela. São os quatro personagens que mais me marcaram.

Gostei da sua opinião sobre o livro! Acho que gostei tanto dA Menina que Roubava Livros pelo fato de ter uma base histórica real. Podemos facilmente pensar se alguém, realmente, viveu isso. De um modo diferente, de maneiras diferentes, mas com as mesmas sensações.

Um livro ótimo, com certeza.

Aliás, adorei o blog! E desculpa pelo comentário gigante - é que eu adoro de paixão esse livro x)

Beijos!

Luana disse...

Eu amo esse livro, ele é o meu preferido também.
Beijos.

Viviane de Andrade disse...

Tenho este livro há uns dois anos e até agora não tive muita vontade de ler. Mas com certeza este ano ainda leio. ótima resenha, sucesso !

http://devaneioselivros.blogspot.com.br
@DevaneiosLivros
Viviane de Andrade

Postar um comentário